Cólicas no Bebé… Onde a Massagem é Rei

Cólicas no Bebé… Onde a Massagem é Rei

Cólicas no Bebé… Onde a Massagem é Rei – Enfª Ângela Baptista – Especialista Saúde Infantil e Pediatria

As cólicas no bebé manifestam-se habitualmente com irritabilidade, agitação ou choro intenso, predominantemente ao fim do dia.

Nas cólicas no bebé, é frequente encontrar:

  • choro típico de dor, intenso, vigoroso, gritado;
  • Flexão dos membros inferiores;
  • Abdómen distendido;
  • Face vermelha (rubor facial);
  • Punhos fechados;
  • Emissão de gases mais frequentemente após uma refeição.

Quando surgem as cólicas no bebé?

Habitualmente as cólicas no bebé surgem na segunda semana de vida, intensifica-se entre a quarta e a sexta semana, tendo tendência a desaparecer ao 4º mês de vida. Intensificam-se ao final do dia e noite.

Quais as principais causas das cólicas no bebé?

As Cólicas no bebé pode ser causadas por:

  • Imaturidade intestinal característica do bebé.
  • O acumular de tensões e estímulos ao longo do dia.
  • Quantidade de ar que o bebé engole quando é alimentado ou pelo choro.
  • Reflexo da diminuição da atenção oferecida ao bebé no final do dia, quase inconsciente por parte dos pais.
  • Reacção de intolerância à lactose;
  • O excesso de consumo de nicotina na gestação e durante a amamentação

Como lidar com as cólicas no bebé?

As cólicas no bebé requerem uma abordagem diferenciada. Assim é importante:

  • Controlar a quantidade de ar ingerida durante a alimentação. No caso de amamentação garantir que está a ser realizada uma “boa pega”e no caso da alimentação por biberão, garantir que o posicionamento está correto;
  • Proporcionar um arrotar eficaz;
  • Realizar massagem ao bebé – especial protocolo para as cólicas no bebé, durante duas semanas três vezes ao dia;
  • Manter o nariz do bebé o mais desobstruído possível;
  • Proporcionar ao máximo o conforto e calma no bebé.

Importância da Massagem Infantil nas cólicas do bebé

A superfície corporal do bebé é pequena, assim ao realizarmos a massagem para as cólicas no bebé com os movimentos a favor do sentido do encaminhamento e expulsão do ar, respeitando a anatomia do intestino, conseguimos eliminar o ar acumulado.

O ar desce e realizado todo o percurso termina sendo eliminado pelo ânus.

A massagem para as cólicas, não é uma massagem qualquer. Existe um protocolo específico, com uma combinação de técnicas de massagem específicas, que exigem a realização de séries, no mínimo três vezes ao dia durante duas semanas de seguida (daí ser designado protocolo).

É necessária uma avaliação prévia do estado do bebé e perante confirmação de cólicas no bebé é necessário o ensinamento deste protocolo sempre inserido no âmbito de toda a filosofia e princípios da massagem infantil, que engloba um cuidado especializado ao bebé.

Assim terei todo o gosto em ajudar-vos e ensinar-vos mais sobre cólicas no bebé no meu Curso de Massagem no Bebé

Outros aspetos indispensáveis para o momento da massagem…

A massagem para as cólicas no bebé é a única que é passível de fazer bebé chorar, afinal ele está em desconforto e vamos tocar na zona afetada. No entanto, garanto-vos que “o pós” massagem é de puro alívio.

É obrigatório informar e preparar o bebé para receber a massagem.

Vamos pedir permissão ao bebé para o tocar. Vamos olhar olhos nos olhos. Se o bebé evitar o contato damos-lhe tempo…caso não devolva o olhar e esteja a bracejar, segura-mos nas mãos e colocamos junto ao tórax – transmitimos segurança e confiança. Falamos com o bebé: “ Olá bebé…estou aqui…está tudo bem, vamos fazer uma massagem?”

Antes de iniciar a massagem colocam o óleo de massagem nas vossas mãos e gentilmente colocam as mãos sobre a barriga e tórax do bebé. Ele vai estremecer um pouco…está a reagir a um estímulo externo. Deixem as mãos pousadas por minutos e falem com o vosso bebé: “estou aqui …és lindo!”

Como podem perceber a massagem é mais complexa do que poderá parecer.

Têm vontade de aprender mais sobre massagem e cólicas no bebé? Espero por vocês!

Enf Ângela Baptista – Especialista em Saúde Infantil e Pediátrica
Até breve 😉

Veja todos os Cursos da Escola Pediatria

Escola Pediatria

Crescemos Juntos

newsletter
cólicas no bebé
Partilhar

Adicionar Comentário

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Abrir chat
1
Tem dúvidas?
Olá!
Podemos ajudar?